sexta-feira, 19 de janeiro de 2007

Hilda Hilst

Extraido de: Tu não te moves de ti
Hilda Hilst
Editora Globo

“Por que é que estou vivo? Por que é que estamos todos vivos, hein Gastão, hein Rute? Aquele prêmio Nobel japonês suicidou-se
Quem? Por que?
Porque não havia mais cerejeiras nem
São uns loucos esses caras que escrevem
Cerejeiras é?
Era só plantar uma, mas que lagosta incrível, Rute,
Olhem só a lagosta vem vindo esse pessoal escritor
é muito esquisito
ninguém lê mais hoje em dia, não há tempo
há vinte anos que não pego num livro
mas está linda a cara da lagosta
e ler o quê também? São todos uns frustrados, têm todos
um rei na barriga
só porque garatujam umas besteiras pensam que são mais, queria só ver esse pessoal todo o dia no batente, falando com banqueiros, lendo os relatórios enlouqueciam
era só ter um pouco de tempo e eu seria escritor
mas não se suicidaria, não é benzinho?
Claro que não, não ia deixar a minha mulherzinha”

2 comentários:

Manoel Carlos disse...

Você sempre a compartilhar valiosas leituras. Grato.

Guto Melo disse...

Hilda Hilst é simplesmente maravilhosa. E tinha tempo também para cuidar de uma penca de cachorros