quinta-feira, 5 de abril de 2007

Dias....

Existe um problema de saúde chamado SAD (Seasonal Affective Disorder). Conheço alguém que vive em Seattle e que foi gravemente afetado por esta ‘disorder’ que é relacionada, mais comumente, ao inverno. Tanto que é também conhecida como winter depression ou, mais bonitinho, winter blues. Pois, ao que parece, comigo é exatamente o contrário do blues de inverno, hoje eu acordei super bem e o dia está fresquinho em Curitiba depois de alguns dias de um calor infernal. Sim, acreditem, faz calor em Curitiba. Eu vivi por muitos anos na Bélgica, enfrentei não sei quantos invernos e não tive nenhum problema relacionado ao tempo. Confesso que tinha dias que a gente sentia falta de um solzinho básico, eu tentava me organizar para vir ao Brasil pelo menos uma vez durante o inverno, mas não era nada que pudesse ser considerado ‘problema’. Em Singapura, onde também vivi, era quente, terrivelmente quente e úmido. Acho bem mais difícil viver num clima assim do que no frio. Você sai do banho e já está suando de novo, é um horror e me dá muitas dores de cabeça também.

Enfim, hoje o clima está perfeito aqui, mas, à tarde estou saindo para São Paulo. Todo mundo deve estar saindo de São Paulo e eu indo. Gosto de São Paulo vazia. Vamos buscar alguém que chega, justamente de Seattle...mas não é a mesma pessoa da 'disorder' de que falei acima. É um jovem garoto que nunca saiu dos Estados Unidos, o Brasil será o seu primeiro país estrangeiro. No mais, vou pegar uns livros, ver algum filme e, se der, vou ver aquela exposição do corpo humano.
Bom feriado a todos.

....

Imagem: Bloom, V. Van Gogh

..

5 comentários:

Marconi Leal disse...

Boa Páscoa, Leila. Beijos.

marcelo d´ávila disse...

Leiloca, dei uma passada no Portal Literal e vi um texto teu nos Exercícios Urbanos. Parabéns! Beijo e boa Páscoa!

carlos bruni disse...

Vc me assusta, Leila. Meu filho acaba de ir para o Canadá (foi para ficar) e no primeiro telefonema disse que chegou lá com -6º C. Mas ele tem jogo de cintura; já esteve lá algumas vezes, só que por dias.
Quanto a São Paulo dos feriados, fica ótima. Ou quase. Seja bem-vinda.

Polly disse...

o calorzão e umidade é muito incômodo mesmo, mas aquele frio rigoroso de -25 no norte dos USA dá um blue mesmo...muito extremo:(

Manoel Carlos disse...

Ao contrário de todos que conheço, eu gosto de Brasília no inverno, fria e seca. Na verdade, a mim incomoda menos o calor ou o frio, incomoda-me a umidade, no frio e no calor, por isto, meu sonho é um mundo com ares-condicionados em todos os lugares.
Houve época que as grandes cidades eram boas nos feriados, atualmente elas ficam mais inseguras.
No feriado, Flora me arrastou para o cinema, ao chegarmos lá, descobri (ela escolhe o filme, nem preciso ser consultado) que veríamos o que você comentou na postagem anterior. Flora, depois do filme comentou: - pai, foi o pior filme que vi; se não atrapalhasse as pessoas, eu pediria para sairmos do cinema antes da metade. Fiquei deprimida ao ver as pessoas rirem.
Eu também detestei o filme, as piadas, isoladas, não seriam um problema se não fosse uma sistemática e reiterada depreciação de um povo. Como disse minha filha, em outros filmes, todos são estúpidos, neste não, apenas os cazaques.