sábado, 27 de maio de 2006

Mini Conto


Margaridas

Chegou com flores para enfeitar a casa. Margaridas. Adorava margaridas. O carro já na garagem era uma surpresa. Caminha pelo longo corredor. A porta do escritório fechada era outro fato inusitado.
Pelo buraco da fechadura vislumbra mãos e nádegas. Dá a volta na casa, espia pela janela. A boca de Maurício, gulosa, engolia uma língua, seus dedos roçavam um pescoço roliço. Outras mãos abriram seu fecho-éclair e acolheram o membro duro. Ela apertou as coxas, sentiu o líquido descer quente, como há muito não sentia. Maurício, disse num suspiro e seu olhar encontrou o do rapaz, reconheceu o aluno de Maurício.

Seu pé vacilou sobre a pedra ao sentir que uma língua lhe lambia as pernas.

Era o cachorro.
***
Logo volto com mais assuntos belgas, cinema desta vez. Por enquanto deixo meu mini-conto.
Ilustração:
Miriam Terlinchamp.

5 comentários:

vera do val disse...

Tudo bem, volte aos belgas. Mas n deixe de nos brindar com seus contos.Bj

Ghiza Rocha disse...

Olá, achei seu blog através de um link no Blog da Sonia do "Contando Causos", e já descobri porque ela fez questão de te linkar, rs*
Muito bom seu espaço, adorei!
Também te convido a conhecer o meu!
Abçs.

Allan Robert P. J. disse...

Às vezes esqueço que o nome do blog é Cadernos da Bélgica. Mas não faz a menor diferença.

wanderingscribe disse...

http://wanderingego.blogspot.com

Sonia disse...

Pode deixar os belgas de lado por uns tempos e continuar postando seus mini contos.