sábado, 2 de maio de 2009

Feriado

Não fiz quase nada do meu feriado, o que foi ótimo. Descansei, estava um caco...naqueles dias, if you see what I mean. Precisava mesmo de descanso, dormir até tarde, andar um pouquinho com o cachorro (se bem que isso eu faço todo dia), ler Os Irmãos Karamazov, ir ao cinema ver Wolverine, tomar um capuccino num café bacana com uma livraria ao fundo, folhear livros, bater papo. Tudo isso eu fiz. Estava muito tensa, só agora está passando. Dormi, dormi bastante, o friozinho ajudou. Está quase tudo no lugar agora, as idéias, digo. Pelo menos na medida do possível.
...

Acabei de ver na Folha de São Paulo que Augusto Boal morreu nesta madrugada.

4 comentários:

Tati disse...

que bom, leila. tem vezes que a gente só precisa dormir um pouco, acordar sorrindo, tomar um café e livros ao redor. também me sinto assim.

Márcio Almeida Júnior disse...

Parabéns pelo blogue. É de ótima qualidade. O poema de Emily Dickinson foi muito bem escolhido.

Laura Diz disse...

pois é,lá se foi Boal, fará falta. Mas li que o filho faz o TO na Europa, espero que venha p cá tb.
Precisamos muitoooooooooooooo
viu a frase que coloquei dele lá? perfeita.
Com este frio dai eu só ia querer ficar lendo na cama. :)
5º é?
cruz credo!
aqui esfriou hj, está uns 20º
hihihi
Bjs

louraidan larsen disse...

oi, leila. vc quase não me deixa dormir, preciso acordar cedo. desculpe a invasão. assisti há pouco a "igualdade é branca" e fiquei confuso. entrei no google,pra ver o que pensam os outros, digitei o nome do filme e surgiu seu blog. vc não explicou mto, é verdade, mas comecei a ler outro post, mais outro, outro... faz tempo q não lia um blog tão bom. vou voltar mais vezes, se me permite. abraços, louraidan. (triste pela ida do boal, mas valeu).