sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Phone Sex Operators

Vi este ensaio fotográfico na Mother Jones, quem quiser ver as outras fotos e testemunho basta clicar aí. É bastante interessante. Conheci uma vez na Alemanha um brasileiro que fez este trabalho por uns tempos, assim que ele chegou na Alemanha e não tinha ainda trabalho fixo. O engraçado é que esse rapaz trabalhava como se fosse mulher, ele tinha uma voz bastante feminina. Disse que enquanto falava ia limpando a casa, descascando batatas...
...
My name is Ray. I've been having phone sex off and on for 14 years.
I was 19 when I started to embrace my sexy self.
I see myself as a love doctor, or even a psychiatrist. I am a Venus or goddess of love.
I create a sense of community for my regulars, including the closeted & married bi or gay men.
I try to heal the wounds that our closed-minded society inflicts. It may sound weird, but it's true. We as people should learn to talk and listen to our neighbors and share our inner light.
I wish the world was run by phone sex operators.

3 comentários:

anjobaldio disse...

Ôi Leila, tem um vídeo-poema novo lá no ajo baldio. Grande abraço.

Vânia Gomes disse...

Olá Leila!! Gostei muito do seu blog. Não consegui acessar seu e-mail,se possível, reponda-me sophie_lycos@hotmail.com. Eu gostaria de me corresponder com você, pois pretendo em breve estudar na Bélgica. Aguardo Contato.
Cordialmente,
Vânia Gomes.

Polly Etienne disse...

que interessante! imagino as histórias que ele tem pra contar dessa jornada de 14 anos...