sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Francesa que contaminou marido com Aids é condenada a cinco anos de prisão

[Não é a primeira vez que alguém é condenado por isso na França. Acabei de ler também na Folha que na Malásia, alguns estados pelo menos, estão exigindo teste de AIDS para muçulmanos que vão se casar, muitas mulheres estavam sendo contamidas depois do casamento.]
da France Press

A Justiça da França condenou nesta quarta-feira a cinco anos de prisão com direito a sursis (suspensão condicional da pena), uma mulher acusada de ter deliberadamente transmitido o vírus da Aids a seu marido.
Christelle Grard, 39, podia ser condenada a 15 anos de prisão. O ex-marido, Vincent Thellier, 36, prestou queixa em 2002. "Christelle Grard manteve relações sexuais sem camisinha com Thellier, com quem ia se casar. Ela sabia que era portadora do vírus da Aids desde 1991, e escondeu deliberadamente sua doença", declarou a procuradora-geral do Tribunal de Orleans, Jocelyne Amouroux.
Christelle e Vincent se conheceram em 1995 e se casaram em abril de 1997, depois de terem tido um filho. O marido, militar, afirmou ter descoberto que estava com Aids em agosto de 1997, depois de voltar de uma missão nos Camarões.
O filho do casal, hoje com 11 anos, não foi infectado pela doença. Christelle Grard, que pesa 35 kg, diz ter sido contaminada durante uma transfusão de sangue.

Folha de São Paulo 03/12/2008

6 comentários:

Manoel Carlos disse...

Não me lembro se foi no Paraná ou em Santa Catarina, há alguns anos, um grupo propositalmente procurava infectar novos parceiros, seus integrantes diziam que se a doença se espalhasse, as autoridades buscariam a cura com mais empenho.
Nem é o caso de Christelle.
Tratando-se de uma doença letal, contagiosa, escondê-la é dolo.

Allan Robert P. J. disse...

Não foi só no Paraná e em Santa Catarina, não. Muita gente no mundo inteiro teve a mesma idéia e a colocou em prática.

Na Itália um marido tentou processar a ex-mulher por tê-lo feito engordar durante o casamento. O juiz pediu para provar um dos pratos da patroa e mandou o homem tomar vergonha na cara.

JAMINE BRUNO disse...

Para o mundo que eu quero descer!!! Meu Deus, que mulher louuuuuca...Mas existe gente louca para todo tipo. Eu ja li em alguns jornais e tb assisti em documentarios que, em alguns paises da Africa, os homens acham que se transarem com uma mulher virgem iram se curar da aids e ai...a doenca se espalha...

O pior desta doenca, sao os rastros que ela deixa. Assisti ha umas duas semanas atras na tv espanhola que no mesmo continente africano ja sao milhares de criancas sem pais...Espero que possamos virar o jogo algum dia...

Manoel Carlos disse...

Versos de Natal

Manuel Bandeira, in Lira dos cinqüent'anos

ESPELHO, amigo verdadeiro,
Tu refletes as minhas rugas,
Os meus cabelos brancos,
Os meus olhos míopes e cansados.
Espelho, amigo verdadeiro,
Mestre do realismo exato e minucioso,
Obrigado, obrigado!

Mas se fosses mágico,
Penetrarias até ao fundo desse homem triste,
Descobririas o menino que sustenta esse homem,
O menino que não quer morrer,
Que não morrerá senão comigo,
O menino que todos os anos na véspera do Natal
Pensa ainda em pôr os seus chinelinhos atrás da porta.

1939

Allan Robert P. J. disse...

Leila,

Paz e saúde!

Que o seu Natal e todos os dias de 2009 transcorram com serenidade.

Abração

Sonia disse...

Bem merecida a pena.