domingo, 2 de novembro de 2008

Lendo: LE MUR

Estou lendo LE MUR, Jean-Paul Sartre que comprei no sebo em Bruxelas, no ano passado e até hoje não tinha tido (ou 'não tinha tirado') tempo de ler. Pensei que talvez já o tivesse lido no curso de Letras, mas é pouco provável, a não ser que eu não possa ter mais nenhuma confiança na minha memória.
O livro é composto de 5 contos (nouvelles): Le Mur, La Chambre, Erostrate, Intimité, L'enfance du Chef.
Estou lendo agora Intimité, a quarta história, as três primeiras são muito boas. Acho que Le Mur, que dá título ao livro é a mais conhecida. Depois volto ao livro, assim que terminar.
...
Estou postando os meus contos em outro
blog, se alguém quiser dar o ar da graça....
...
O resto é TPM, dor de cabeça, dor nas pernas e tudo aquilo que algumas mulheres sabem bem. Oh, céus! Uma vez conheci uma moça que disse não se importar em ficar menstruada, até curtia. Não posso acreditar, acho que ela estava 'tentando' ser diferente. Eu o d e i o. Sofro bastante, cada mês um drama, sempre penso que, se fosse ainda novinha, tentaria aquelas alternativas que interrompem o ciclo. Aquela amiga americana que esteve aqui para fazer inseminação disse que eu devia tentar mesmo agora, ela fez isso lá pelos 40. Bom, sei lá, vou conversar com a médica da próxima vez.
E falando nessa amiga, os gêmeos concebidos aqui, vão nascer em dezembro, em Atlanta, ela tem 43 anos e será mãe pela primeira vez. Ela disse que é cada vez mais comum, muitas das amigas dela, na mesma faixa, estão tendo filhos agora. Minha irmã que vive em Bruxelas também teve o primeiro aos 40. Minha irmã disse que só tem que se preparar para, no Brasil, escutar 'Como é bonitinho o seu netinho!'.

7 comentários:

Kovacs disse...

Não conhecia o seu blog alternativo que é tão bom quanto o principal, diga-se de passagem. E eu que não consigo atualizar só um...

Manoel Carlos disse...

Eu, sendo você, não confiaria na... na... na... na.. o quê?
Visitarei o blogue alternativo, adoro seus contos.
Namorei uma portuguesa, cuja mãe era avó aos 35 anos.

Sonia disse...

Hummm... me senti velha. Já li Le Mur há tantos e tantos anos que, para falar a verdade, pouco me lembro do livro.
Vou lá conhecer seu outro blog.

Sonia disse...

Como o outro blog não tem espaço para comentário, voltei para dizer que gostei. E para contar um pouco de vantagem: Maria José Dupré, autora de Éramos Seis, era prima em primeiro grau de minha avó Iaiá, de quem falei tantas vezes em meu extinto blog. Li lá pelos meus 15/16 anos, e era considerado um pouco avaçado para mocinhas da época. Como o mundo mudou (e as mocinhas também)

Polly disse...

Pílula sempre amenizou, consideravelmente, minha TPM. Desmaiei várias vzs de dor, urgh!

Polly disse...

Ah Leila, depois em deixa saber se o Gavan te procurou? ele se interessou? deu certo?? bjao

Hilda disse...

This is gorgeous!