domingo, 19 de outubro de 2008

Foi uma semana cansativa. Não sei o porquê, pode ter sido porque o tempo mudou muitas vezes aqui em Curitiba, mas é pouco provável. O trabalho foi basicamente o mesmo de sempre e tenho a sorte de não ter que fazer longos trajetos como muita gente que perde horas no trânsito. Não, não mais. Quando eu era estudante era assim e eu odiava aquele tempo perdido nos ônibus. Muito tempo. Hoje estou livre disso, vivi estes dois últimos anos quase encarcerada. Em Bruxelas eu, quando dava aulas, andava ou tomava o tram (um bondinho), ou o metrô, normalmente levava uns 30 minutos até as escolas onde trabalhava, não mais. Nos Estados Unidos eu tinha que dirigir, mas não trabalhava, meus horários eram de acordo com minha vontade ou das aulas de inglês, bibliotecas, livrarias, supermercados...Não tenho saudades da correria do tempo de estudante, não mesmo.

Mas não sei a razão do cansaço desta semana, sabe quando a gente já se levanta morta, se arrastando. Não estou gripada ou resfriada, raramente tenho problemas de resfriado.

Hoje minha irmã faz 40 anos e está lá em Minas, escondida no sítio. Talvez eu não consiga falar com ela durante o dia porque os telefones do sítio não estavam funcionando até outro dia. Chuva demais ou chuva de menos ou poeira....tudo serve para que não funcionem. Devo explicar a meu pai em que século estamos?

Sônia, ainda não terminei a leitura de Wuthering Heights, mas estou quase lá e estou adorando o livro. Só não terminei ainda por causa desta semana enrolada, dediquei bem menos tempo do que gostaria à leitura (na verdade eu sempre digo isso). Devo terminar hoje ou amanhã.

Agora de manhã li o jornal. Sempre fui péssima leitora de jornais, não gosto do cheiro, não gosto do formato, raramente gosto do conteúdo. Prefiro mil vezes ler as notícias na Internet. Quando leio jornais levo mais ou menos 5 minutos, desmembro o jornal inteiro, separo tudo o que é Esporte, Finanças, Imóveis, Social sei lá o quê...sobra muito pouco, pouquíssimo, a Ilustrada ou, no caso do jornal que tenho aqui, Caderno G. Chegando aí ainda não leio tudo. Hoje tem, por exemplo, uma matéria bem curta sobre Virginia Woolf, estão reeditando toda a sua obra no Brasil, é o que dizem. Inclusive vão reeditar a biografia dela escrita pelo sobrinho Quentin Bell. Já falei desta biografia aqui antes, eu nem sabia que ela já tinha sido traduzida para o português.

E voilà, vamos viver nosso domingo.

...

Imagem: Carolina Morning, Eduard Hopper.

4 comentários:

Sonia disse...

Engraçado, sou viciada em jornais, e prefiro-os, mil vezes, em suporte físico de papel. Como a$ coi$a$ não vão muito bem por aqui, e os jornais andam mesmo muito ruins, suspendi temporariamente minha assinatura. Mas acabo de tomar o café e fico zanzando algum tempo pela casa, com síndrome de abstinência de jornal. É falta do cerimonial, acabar o café, acender o primeiro cigarrinho do dia e folhar o jornal.

Allan Robert P. J. disse...

A mudança do clima afeta o estado de saúde e a disposição física. Também não consegui falar com o meu irmão, segunda-feira, no aniversário dele, sempre muito envolvido no trabalho. Do jornal, leio tudo. Inclusive a publicidade. :)

JOCENDIR CAMARGO disse...

Olá, visito blogs durante a madrugada, aproveitando a insônia para adquirir cultura e, pasmém, ao chegar em CADERNOS DA BÉLGICA qual minha agradável surpresa... entre centenas de blogs que visito és o mais culto e cativante blog...
Dár-lhe PARABÉNS é muito pouco, queria eu poder ofertar-lhe um prêmio especial, mas... fica aqui meu agradecimento por poder acessar sua cultura...
FELICIDADES...

Diz disse...

Eu tb era viciada em jornais, gosto do cheiro :) tb
aqui nãoleio impresso,são muitooooooooooooooo ruins eos de fora- SP, são mto caros- um irmão assina, ai eu leio lá,às vezes. Gosto tanto, tenho saudades de jornais, assinei sempre até viver aqui.
Cansaço assim tb tenho de vez em qdo. É bom um exercício físico , respirar- yoga- não teno feito nada disto tb.
Já fez contos pra livraria cultura?
Eu estou cansada de tantos contos que eu andei fazendo. Acabo viciada nos contos. :)
Bjs
Laura