terça-feira, 13 de março de 2007

Enquanto pedalava uma daquelas bicicletas sem graça de academia, fui lendo uma revista ainda mais sem graça que a bicicleta. Mas sempre ajuda a passar o tempo. Tinha lá uma entrevista com a Preta Gil que eu conheço pouco, muito pouco. Aliás, acho que a única coisa que eu sabia dela até então era o que todo mundo sabe, é filha do Gil. E não sei se por isso ou porque cargas d´água eu criei um preconceito positivo, imaginava que ela fosse interessante...ou pelo menos mais ou menos interessante, sei lá. Sei que nessa entrevista, pelo menos, o que eu vi foi uma pessoa das mais bobinhas e fúteis. Para completar o dia li o perfil da Tati quebra barraco. Achei tudo muito estranho, honestamente.
...

3 comentários:

sandro ornellas disse...

Bem vinda ao Brasil. E entre o Thaipusam e as celebridades tupiniquins, qual a estranha? Não vale falar em relativismo cultural... rs

Polly disse...

Eu também não sei muito sobre a Preta Gil, só mesmo, como vc mesmo disse aí, que é filha do Gil, e não faço idéia de quem seja tati barraco (que nome estranho), rs...bjos

Manoel Carlos disse...

Leila, Leila, você me assusta! Que coisa estranha... uma pessoa intelectualmente tão rica trocar os próprios pensamentos pela leitura de tais revistas. Medo. Muito medo.