quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Voltando para casa

Ja estou me preparando para voltar, organizando as malas, falando Au revoir para os amigos...Nao posso reclamar, tive mais de um mês de férias, ou quase férias (teve o curso).





Passei uns dias em Paris e foi uma excelente viagem apesar de eu ter ficado muito cansada tentando fazer coisas demais em pouco tempo. Essa foto acima eu fiz em Versalhes e foi sobretudo esse o meu erro, a visita a Versalhes. Eu ja tinha visitado antes, os jardins, parte do castelo e desta vez tentei ver Versalhes e o Trianon, nao sabia que era tao longe um do outro, ainda por cima coloquei os sapatos errados. So existe um tipo de sapato para essas visitas, eu imagino, tênis, mas eu estava sentindo muito calor e resolvi calçar umas sapatilhas que torturam os meus pés.





Eu tive que visitar tudo so, na verdade quase todas as visitas que fiz durante esta viagem foram assim porque meus amigos estavam trabalhando, eu visitava de dia e ficava com eles à noite. Em Paris também fiquei na casa de uma amiga, uma professora de francês que trabalhou conosco em Curitiba, agora esta indo para o México. O objetivo dela era voltar para o Brasil, mas como o visto para trabalhar no Brasil é bem mais complicado do que para o México...





Uma noite nos fomos juntas ao Théâtre de la Huchette ver uma peça de Ionesco que eu ja tinha visto ha uns dez anos ou mais...no mesmo teatro, La Cantatrice Chauve. Na verdade duas peças de Ionesco estao em cartaz neste teatro ha mais de 50 anos. Nao é inacreditavel que duas peças consigam sobreviver por tanto tempo num mesmo lugar. Era a terceira vez que eu ia a este teatro, ja vi as duas peças mais de uma vez com anos de intervalo e espero rever ainda.



Ontem (re)visitei Bruges, uma cidadezinha linda aqui da Bélgica, conhecida como a Veneza do norte. Quando tiver tempo vou tentar postar uma fotos de la.

Desculpem a falta dos acentos, nao da para procurar, eu ia demorar demais.

Leitura destes ultimos dias (releituras, alguns): La métamorphose (Kafka), Antéchrista (Nothomb), Le Pigeon (P. Suskind), L'immoraliste (Andé Gide), todos livros bem pequenos. Agora estou lendo Comment parler des livres que l'on n'a pas lus que ganhei da minha irma de presente de aniversario.

Tempo de terminar as malas.

5 comentários:

Diz disse...

Eu fiz mtos passeios só tb. Versalles eu fui só mas chegeui e conheci uma moça paulista e fcamos amigas por um dia- até chorar conversando c ela eu chorei :) nunca mais soube dele- jovenzinha- tb viajando só,louvável, vinha d Roma.
Do castelo gostei dos jardins, ulalá. Não fui na casa de Josephine, era mto mais caro e sei q ficaria cansada.
Tenho inveja de sua capacidade de ler, eu não leio mais assim, já li, hj fico cansada-aliás ando ansiosa, nem leio.
Kafka é sempre maravilhoso. Este outro lvro tem tradução aqui, p quem não lê, dizem q é bom. A cantora careca? é? gostava de ver Ionesco no meu tempo de estudante, ia mto ao teatro no Rio.
Boa viagem, Bon voyage chérie.
Nem estudei mais.
Bjão Laura

Polly Etienne disse...

ai que delícia sair por aí viajando só em sua própria companhia, bom pra meditar, pensar e repensar e a noite encontrar os amigos, nossa...perfeito!! o curso que vc foi fazer era de quê mesmo??
bj

Allan Robert P. J. disse...

Evito fazer fotos em viagens. Só um mínimo. Também gostaria de saber quemm foi que inventou o roteiro de visitas dos museus do Vaticano: é um percurso único, que dura o dia inteiro e poucas áreas onde se pode parar. Na prática passa-se o tempo todo caminhando. No final do dia chega-se à Capela Sistina - quem sobreviveu à visita - onde também é proibido ficar muito tempo. :P

Barros disse...

Dá pra postar algo (com fotos) sobre Bruges? Tenho muito vontade de conhecer.

Sonia disse...

Só estive em Bruges uma vez, há muitos e muitos anos, mas jamais esqueci.