domingo, 4 de janeiro de 2009

Chuva de verão

Marguerite Duras por Robert Doisneau, 1955
...

La Pluie d’été

Marguerite Duras (1914-1996)

Acabei de ler agora La Pluie d’été, um dos últimos livros escritos por Duras, foi publicado em 1990, depois dele veio L'amant de la Chine du nord que tenho aqui, mas ainda não li.

La Pluie d’été conta a história de uma família numerosa, a mãe é caucasiana, não se sabe exatamente de onde, o pai é italiano. O passado da mãe é bastante obscuro o que atormenta o marido. O casal tem sete filhos e vive de ajuda do governo, nenhum dos dois trabalha. A história se concentra no filho mais velho, Ernesto que se recusa a ir à escola por razões que ele não consegue explicar muito bem. Na verdade Ernesto é um gênio, aprende rápido demais e não consegue entender o sistema de ensino, prefere ficar atrás dos muros da escola escutando, assim que julga que aprendeu certa matéria passa para outro lugar, outro muro, outra escola.

Os pais, quando recebem o dinheiro do governo, vão para o centro da cidade beber, os filhos ficam sós e amedrontados, cabe a Ernesto cuidar de si e dos irmãos. Apesar de tudo a família é muito unida, nem que seja unida pelo medo. Ernesto ama sobretudo sua irmã Jeanne, ama a tal ponto que a relação termina incestuosa.

O gênio de Ernesto acaba chamando a atenção do professor da escola e depois de jornalistas.

A história se passa em Vitry, subúrbio de Paris.

Como disse em post anterior a história já havia sido filmada, a própria M. Duras escreveu e produziu o filme, LES ENFANTS. Eu nunca vi o filme, nem sei se é possível encontrar.

O livro foi traduzido para o português, Chuva de verão, editora Nova Fronteira. Não sei quem traduziu, vi o título em português no site da Estante Virtual, mas não havia o nome do tradutor.

6 comentários:

D. disse...

Eu não consegui entender tudo da entrevista abaixo. Mas me comovi a vendo, nunca havia visto tão velha, viu as mãos? com anéis. aiai
a velhice se aproxima...
adoraria ganhar um livro de presente d evc, claro! estou lendo todos os dias em fr. leio pela manhã, antes de me exercitar na piscina, gosto da lingua, vc sabe.
bjs chéri et merci beucoup.
Laura

Claudio Costa disse...

Já li L'Amant, de Catherine. Há tb muitos filmes dirigidos por ela, não? Seu resumo mobibilizou-me a ler "Chuva de Verão".
Obrigado pelas boas palavras no PrasCabeças e um especialíssimo 2009.

Polly Etienne disse...

Interessante Leila...eu quero!!!!!!!!!!!
Que seu 2009 seja cheio de boas surpresas e muitas, muitas letrinhas, rs....
bjao

Sonia disse...

Tanto tempo sem passar por aqui, e encontro tanta coisa nova... Sabe, nunca li Marguerite Duras. `reciso arranjar tempo para ler tanta coisa.

Manoel Carlos disse...

Virando especialista em resenhas?

O filme Chuvas de verão é de Cacá Diegues, aliás um excelente filme, sobre três dias na vida de um aposentado. Se tivesse que escolher um filme de cacá Diegues, escolheria exatamente Chuvas de verão. Acho que ele fez muitas porcarias como Chica da Silva e Zumbi

anjobaldio disse...

Feliz ano novo. Grande abraço e vida longa.