domingo, 14 de outubro de 2007

Parque Estadual de Vila Velha e Colônia Witmarsum

Neste feriado do dia 12 fomos visitar Parque Estadual de Vila Velha que fica a mais ou menos 100 kms de Curitiba. Eu já tinha visitado o lugar antes, quando ainda era turista aqui no sul. Vale a pena a visita, vejam aqui:
"Arenitos
Os monumentos geológicos encontrados em Vila Velha são constituídos por uma rocha denominada arenito, o Arenito Vila Velha, formado pela compactação e endurecimento de camadas sucessivas de areia, pertencentes à unidade geológica denominada de Grupo Itararé. A formação destes arenitos remonta há 300 milhões de anos no Período Carbonífero, quando a América do Sul ainda estava ligada à África, à Antártida, à Oceania e à Índia, formando um grande continente chamado de Gondwana. Nesta época a região onde se localiza Vila Velha estava mais próxima ao Pólo Sul e a temperatura média na Terra era muito baixa, período que corresponde a uma das grandes eras glaciais do passado terrestre denominada glaciação gondwânica permo-carbonífera."
Esta explicação está na página Mineropar, há muito mais ali para quem estiver interessado. Eu, infelizmente esqueci minha câmera, nem esta foto aí acima é minha.
.....
Na volta para Curitiba paramos na Colônia Witmarsum formada por menonitas que compraram ali uma fazenda em 1951 e se instalaram. No museu , um guia que é também professor de história, nos explicou com boa vontade tudo o que podia sobre os menonitas e a vinda deles para o Brasil. Era tanta a boa vontade que até me pergunto se não fomos os únicos visitantes daquele dia. Em todo caso, foi muito interessante, talvez o rapaz seja assim mesmo, entusiasmado. Depois da visita ao museu fomos tomar um café num lugar indicado pelo próprio guia do museu e compramos também, queijos, geléias e outros produtos do local.
Foi legal este programa, eu não estava com vontade de viajar para longe, como disse acima (abaixo?) estava cansada...
...
E ontem, sábado, fui ver o tão falado Tropa de Elite. Ainda estou sob o impacto, falo dele depois. Nessa altura tanta gente já viu, já falou, já desceu a lenha, já elogiou o desempenho de Wagner Moura (elogiável mesmo). Só posso dizer gostei ou não gostei. Gostei. Enfim, as cadeiras do cinema até saltavam com tantos tiro e barulho, saí quase com dor de cabeça, mas valeu. Depois falamos mais do filme, agora vou ler um pouco sobre ele na internet. Ah, vi no cinema mesmo...
...
A Academia Sueca concedeu na quinta-feira o Prêmio Nobel de Literatura à romancista britânica Doris Lessing. A seguir, veja alguns fatos sobre a escritora.
Leia no RoseLivros.

2 comentários:

Dona Minhoca disse...

Eu gostei do filme. E olha que implico muuuuuuuuuito com o Wagner Moura.

anjobaldio disse...

Ôi Leila, obrigado por tuas visitas. Também estou sempre passando por aqui. Bjs.