terça-feira, 1 de maio de 2007

Ossos do ofício

Um dia eu estava chegando aqui na escola e um rapaz já estava sentando conversando com a secretária...disse que queria uma tradução. Aproveitando que eu chegava ela me passou o 'caso' . Eu perguntei para 'quando' ele precisava da tal tradução...a resposta é quase sempre 'para ontem'. Esse foi pior, num certo sentido. Era para a semana seguinte. 'UM LIVRO'. Disse ele, do inglês para o português. Ok, existem livros e livros, então perguntei, 'quantas páginas tem este seu livro?' 'Mais ou menos seiscentas...', ele teve a audácia de responder. Perguntei, muito sinceramente, 'Você está brincando?'. 'Não'. Eu disse algo como, 'então é melhor você procurar uma equipe' e me retirei. Ou ele entrou aqui para curtir com a nossa cara ou era burro.



Um comentário:

Wagner disse...

Ou então devia ser maluco... Onde já se viu traduzir um livro de 600 páginas em uma semana?
Inacreditável!