quinta-feira, 2 de abril de 2009

Passou por aqui (5 dias só) minha irmã com o sobrinho que está completando dois anos. Uma graça, nos fez rir muito. Agora foram para Minas, lá eles ficam uns dias e voltam para Bruxelas. Se tudo der certo pretendo ir vê-los lá em julho e fazer um curso para professores de francês que ainda não decidi se será na França ou na Bélgica. Se for na França será em Vichy, se for na Bélgica será em Louvain-La-Neuve, pertinho de Bruxelas.

Tenho trabalhado muito. Gosto de trabalhar, mas preferia trabalhar menos horas do que agora e ler um pouco mais, escrever, quem sabe....c´est la vie! Pelo menos por enquanto não sei mudar isso.

Acabei de ler o Volume 1 de Les Mandarins, gostei muito, mas estou dando uma pausa entre os dois volumes e lendo O Filho Eterno de Cristovão Tezza. Do autor eu tinha lido um só livro lá dos primórdios da carreira dele e este último é muuuuuuito melhor. É um livro sensível, maduro, mas não preciso dizer nada disso porque os 3 ou 4 prêmios que o livro recebeu devem significar mais que minha opinião.

Há uma crítica muito boa no Le Monde Diplomatique, para ler na íntegra clique aí :

"Mais do que uma história de filho doente, O filho eterno é uma bela reflexão sobre a paternidade, sobre ser escritor e sobre o momento político conturbado dos anos 1980. Vemos a persistência de um autor que acumula, em sua gaveta, cartas das editoras contendo avaliações negativas de suas obras, relembramos os absurdos sistemas de financiamento habitacional da era Sarney, além do amadurecimento de ponto de vista de um ser humano em seu papel de pai. Reflexões que poderiam facilmente se transformar em autocomiseração, dado o tema com forte apelo emocional, mas o texto foge disso."
.....
A fotografia que postei abaixo é de uma tia de Virginia Woolf (até já falei dela antes num texto sobre biografia de V. W. aqui), Julia Margaret Cameron. Vi
há alguns anos, em Charleroi, uma exposição dos retratos que ela fez. Ficou conhecida como 'retratista', começou bem tarde a carreira, aos 48 anos, mas tinha talento e dizem que até hoje influencia artistas. Eu acredito, basta observar alguns destes retratos.
....
Agora é o cachorro aqui implorando para passear, faz parte da minha rotina. Vou lá, coitado, afinal ele não pediu para viver numa casa e ter que depender de 'gente' toda vez que quer sair, comer, se lavar (se bem que isto acho que ele não gosta muito).

8 comentários:

Polly Etienne disse...

que delícia seus planos de passar um tempo fora pra estudar:) eu adorava caminhar com a cadela que tínhamos, a alegria dela quando eu falava a palavra "walk" era demais!!seu sobrinho já tem 2 anos? nossa...outro dia mesmo li aqui sobre o nascimento dele e sua visita a eles na bélgica, o tempo voa, nuh!! bj

Gilberto G. Pereira disse...

Leila, indiquei seu blog para o Prêmio Dardos 2009, que é uma espécie de reconhecimento de blogueiro para blogueiro que circula anualmente. Quando puder, dê um pulinho lá no Leituras para ver.
Grande abraço!

Tati disse...

eu também queria trabalhar e estudar menos para poder ler.
Leila, planos deliciosos de estudar fora. no seu caso, também não ia conseguir escolher.
mas qualquer cidade no interior da França ou da Bélgica deve ser maravilhosa.

Allan Cunha disse...

Beijos para a Marcia e o menino de olhos de jabuticaba! Tommy é um cão meio porquinho? Mas é muito engraçadinho!

D. disse...

Que delicia voltar a morar um tempo lá na Europa, vá, sim.
Eu queria ir, mas ando insegura- grana.
Menina, esta foto ai embaixo é demais. Coloque lá no Portal e irá começar mto bem. É fácil, abra a página principal- vai aparecer uma janelona onde diz acrescentar... algo assim. Clique em fotos e coloque esta foto- só que eu só sei colocar fotos que estejam no meu arquivo,estas que s ecopia o link da própria net eu não sei fazer lá- no blog sim, óbvio. Lá não sei onde é, e não pedi p ninguém me ajudar- ali todos parecem mto ocupados :) eu acho que sou a mais desocupada :))
pois eu queria trabalhar mais, mto mais. Adoro a minha profissão, pero recomeçar numa cidade que não se conhece ninguém é coisa pra louco, e eu sou um tanto, né?
nunca li este autor que vc cita, conheço mto pouco dos jovens- uma falha- fiquei anos sem ler romances- voltei agora este ano.
Estou lendo Clarice, deus meu, eu me vejo nela, na maluquice- conflitos.
Obrigada pelo comentário lá-adorei :))
bj Laura- Elianne

D. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mr.Jones disse...

gostei do post. principalmente a critica e li na íntegra.
abraços

Polly Etienne disse...

ei leila, pra dispor as fotos daquele jeito no blog eu uso o site http://www.photoscape.org não é complicado não, basta vc fazer o download do site que é de graça e usar e abusar das ferramentas que ele oferece...é bem bacana p/ editar fotos. Enjoy it:) bjao