sábado, 14 de março de 2009

Tanta coisa e nada

Curtindo preguiça. Mas só comecei mesmo com a preguiça há uns 15 minutos, durante a semana trabalhei pra caramba. Resolvi aproveitar o momento 'preguiça' e passar por aqui. Passeei por uns blogs, li a Folha, devia ir ler meu livro (tenho lido pouco), estou lendo Simone de Beauvoir, Les Mandarins, já disse isso aqui, mas é que estou indo a passo de tartaruga. Ainda por cima parei para ler aquele Travessuras da menina má(la), antes deste eu li O Deserto dos Tártaros, um livro maravilhoso, mas acho que não falei dele aqui. Preferi falar do livro que não gostei, vá entender. Acho que foi pelo seguinte, terminei O Deserto dos Tártaros durante minha viagem ao Chile, sem pensar peguei aquele Travessuras, quando terminei este último já estava em casa tranquila e resolvi comentar a leitura. Levei um bom tempo lendo O Deserto dos Tártaros porque as letrinhas eram muito pequenas e não dava para ler a qualquer momento, em qualquer lugar, como costumo fazer, tinha que ter boa iluminação. Isso nunca tinha me acontecido antes na vida, de sofrer por causa da fonte, às vezes era tão difícil que me dava medo de que problemas de vista viessem realmente a interferir nas minhas leituras. Eu sou bastante míope, uso ora lentes de contato, ora óculos, nunca tive muitas chateação com isso. Até um ano atrás mais ou menos. Primeiro apareceram, as tais moscas volantes, além da miopia, e astigmatismo que me acompanham há anos. Agora é a vez da presbiopia, ou seja, não vejo bem nem de longe, nem de perto, tenho que ficar procurando a distância certa. É coisa da idade, claro. Já consultei a oftalmologista, ela disse que ainda aguento um tempo sem aqueles óculos (bifocais no meu caso, se não me engano), mas não muuuuito tempo. Estou pensando seriamente em fazer a cirurgia. Digo 'seriamente' porque pensar por pensar eu já penso há muito tempo, mas sou muito covarde para cirurgias, tenho que pensar com calma e tranquilidade.
....
Acabei de ler uma entrevista, ou melhor, partes dela porque não tive estômago para ler tudo, com o bispo de Olinda que reitera o que já disse antes:
"Estou com a minha consciência tranquila. Não podia prever essa reação em nível nacional e internacional, mas remorso sentiria se tivesse ficado em silêncio"
(...)Em primeiro lugar, nós temos de colocar essa questão no âmbito religioso. Acreditamos em Deus? É sim ou é não. E eu suponho que a grande maioria das pessoas acredita. E acreditar em Deus significa aceitar que Deus é a origem de tudo e é também o nosso fim.
Esse é o Deus dele que, felizmente, muitos católicos rejeitam e mostraram isso agora, outros infelizmente preferem aceitar este deus cruel do que ter um pouco de compaixão por uma pobre garota de 9 anos vítima de abuso desde os seis. Uma crueldade sem limites.

...
Meu irmão está na França, em Villefranche de Conflent, na casa da Violaine, aquela com quem viajei para o Chile...Villefranche de Conflent é aquele vilarejo de pouco mais de 200 pessoas, lembram-se? Então, meu irmão me escreveu agora dizendo que o pai de Violaine disse "Espere aí que vou ali pegar uma coisa" (disse em francês, evidentemente, os franceses não são lá muito fortes em línguas) e voltou com um disco de Benito di Paula. Meu irmão quase morreu de rir. É realmente inusitado encontrar isso num vilarejo do sul da França, muitos brasileiros mais jovens não devem nem se lembrar de Benito di Paula.
...
Quem sabe um cinema agora...

6 comentários:

D. disse...

Adoro estes posts teus, pessoais.
eu li o deserto faz anos, tb gostei mto Dino Buzzati é mto bom, nunca mais li nada dele- li tb 'um amor', era uma história linda.
acabo de ler:
'Em 1972 morre em decorrência do câncer, após uma prolongada luta contra a doença'.
Por isso nuncamais...
pena.
Segunda vou botar link pra cá, verás- é arquivo sobre Juarez.
Umbj Laura

D. disse...

Ah! os olhos... tb de um tempo pra cá as tais moscas me chateiam, agora me acostumei. mas passei maus pedaços- o médico disse que stá tudo bem tb pensei que seria pior, que medo!
manei fazer óculos caros, boa lente, anti reflexo, e transistion(?) aqui não dá pra viver sem óculos escuros. Economizei no aro, já tinha um óclos, que ainda está com tudo em cima e nas vitrines. :)
Que os deuses protejam nossos olhos, Leila.
Amém

Polly Etienne disse...

Ei Leila, acho que já comentei com vc a minha aversão por religião mas esse episódio recente da igreja católica me faz concluir que o arcebispo não fez nada além de ser coerente com as leis da religião católica que prega o aborto como um assassinato cruel e covarde.

Não entendo é a surpresa e indignação dos católicos qdo o arcebispo expulsou os familiares, médicos, ministro da igreja, é coerente e natural uma vez que eles violaram as leis da igreja.

Eu acho que as pessoas deviam aceitar as leis e o autoritarismo vingativo das religiões que elas escolhem.

bjs
Polly

meus instantes e momentos disse...

ótimo post. Parabens.
Gostei daqui.
Maurizio

D. disse...

Leila, merci :)
vc faz exercícios p os olhos?
pois faça. Melhorei. Deve conhecer os exercícios, não é?
até as mosquinhas diminuiram e faço- de novo- faz pouco- eu sou de lua- tem época que faço uma coisa, em outra faço outra... ih! que português ruim este...
estou comdor de cabeça.
À-biêntot
bisus, Laura

D. disse...

Viu que o vaticano comentou? se posicionou contra o arcebispo-
'meno male'...
qual é a expressão em fr.? diga lá p mim.
Merci