domingo, 11 de novembro de 2007

Lendo....

A Noiva libertada do escritor israelense A. B. Yehoshua. É o meu primeiro livro deste autor, ganhei de presente e estou adorando a leitura, não desgrudo dele no meu tempo livre, como já disse aqui antes, eu não consigo ler rápido, sobretudo quando se trata de algo interessante, que eu esteja curtindo. Leio com calma, volto um parágrafo inteiro, se for o caso. E este livro tem mais de 600 páginas.
Até aqui, acho que o único autor israelense que eu já tinha realmente lido era Amos Oz, bastante conhecido no Brasil. Agora Yehoshua vai também fazer parte da minha lista.
Assim que terminar o livro tentarei falar um pouco da história.
....
No feriado passado fui para Florianópolis e fiquei no lugar mais adequado para mim, pelo menos naquele momento, praia da Solidão.
...
Obrigada pelas sugestões aí no último post, recebi ainda alguns telefonemas do 'doutor', mas não atendi. o advogado que eu consultei me disse o que alguns disseram, se não assinei nada posso ignorar.
...

4 comentários:

Kovacs disse...

Leila, bem vinda! Já estava sentindo falta de suas resenhas.

Polly disse...

eu também sou assim..leio de-va-gar, volto, releio, leio de novo..rs..rs..
bjs

Sonia disse...

Que pena não haver tempo (e $$$$) suficientes para se ler tudo de bm que nos aconselham.

Wagner disse...

Eu costumo ser como você no quesito leitura: quando o livro me agrada não tenho pressa alguma em terminá-lo, mesmo que fique curioso para saber o final.
Eu nunca tinha ouvido falar neste autor, e nunca li nada de literatura israelense.
Como disse a Sonia, pena que não se tenha tempo e dinheiro para ler e comprar todos os livros que nos parecem interessantes.
Vou aguardar o post em que você falará mais sobre a história.
Abraço!