domingo, 25 de novembro de 2007

'Perca um Livro'



Vejam esta campanha, gostei da idéia, já escolhi um livro para 'perder'. Vai saber se realmente incentiva a leitura, se é uma campanha publicitária da editora que eu não conheço...Por via das dúvidas, vou participar. Imagina, você está em um ponto de ônibus, metrô e encontra um livro em bom estado dando sopa. Não é interessante? Claro que dificilmente vai coincidir com o gosto da gente, mas vamos lá.

Este é o princípio que copiei lá do site:


'Perca um Livro' é uma iniciativa que pretende trazer para o Brasil uma prática internacional de incentivo à leitura. A idéia é "perder" um livro em lugar público para ser achado e lido por outras pessoas que, então, farão o mesmo. O objetivo é fazer do mundo inteiro uma livraria.
A prática consiste em três passos simples:
1. Leia um bom livro;2. Cadastre o livro e escreva seus comentários para pegar seu código único e a etiqueta correspondente ao livro;3."Perca" o livro em um lugar público.
De posse do código o leitor poderá rastrear pelo tempo que quiser os caminhos percorridos pelo livro.
A partida inicial do projeto será dada pela editora Zeiz que irá "perder" 150 exemplares do livro "A Unidade dos Seis - O Herdeiro Especial". Os livros "perdidos" estarão com orientações que levem o próximo leitor a repetir o mesmo procedimento: ler, cadastrar e "perder".
A idéia é que estes livros sejam a ponta de uma corrente que incentive outras pessoas a fazerem o mesmo com outros livros, disseminando entre pessoas o saudável hábito da leitura.
o site pra cadastrar o seu livro perdido é http://www.livr.us/

3 comentários:

Polly disse...

Ei leiloca:)
Eu sou cadastrada no bookcrossing.com perdi um livro mas nunca achei nenhum, rs....
o site é super organizado e diariamente eu recebo e-mail dizendo que tal livro foi deixado em tal lugar de melbourne a tal hora do dia tal...daí eu posso sair a caça, mas ainda não o fiz:( o brasil tá na lista deste site, vai lá se tiver curiosidade:)
bjocas

Fernando disse...

Essa é uma idéia que podia pegar mesmo! Imagine todo dia você encontrar um bom livro na esquina... É como jogar uma garrafa no mar, ler a mensagem e jogá-la de novo...
Gosto muito do seu blog, incluí você nos meus links...
Abraço
Fernando

Anônimo disse...

Considero-me generoso em muitas coisas, mas tenho uma relação muito forte com meus livros. Muitas vezes na vida deixei bibliotecas para trás, mas sempre sob a "guarda" e para usufruto de alguém que valorizaria os livros deixados. Não me arrisco a abandonar um livro que poderá ser vendido a peso, virar papel reciclado. Não ousaria deixar um livro de que não gosto, pois não o ofereceria à leitura de outros.
Beijos.
Manoel Carlos