sexta-feira, 27 de outubro de 2006

Enfim

Estou contente de ver chegar o dia....o dia 29. Não vou votar, já disse antes, não cuidei da burocracia a tempo e ainda estou inscrita no consulado em Bruxelas. Estou contente pelo seguinte, não aguento mais receber e-mails chamando o Lula de Santa e rapadura. Alguns dizem que recebem mensagens tanto contra o Lula quanto contra o Geraldo, eu não recebi uma mensagem contra o Geraldo. Para os meus amigos e os não amigos que têm o meu e-mail só o Lula é que erra ou então querem me salvar do fogo do inferno petista. Acontece que eu nunca fui petista. É verdade, votei no Lula desde que nasci, sou retardada mental de acordo com muitas das mensagens recebidas. Pois é. Acreditei sim...e sofri, como muita gente vem sofrendo, mas não votaria em Geraldo por nada. Tivesse que votar agora eu não tenho certeza do que faria, mas no Geraldo não, isso não.
Fiquei chocada também quando vi, aqui em Curitiba um adesivo em um carro que mostrava uma mão com quatro dedos e o traço de proibido/não. Muita gente acha engraçado, até amigos meus. Eu devo ter perdido a capacidade de rir porque não vi a mínima graça, muito pelo contrário. Acho sim, uma total falta de respeito e já sei que vão me dizer que falta de respeito foi o que o PT fez. É falta de respeito também, é mesmo, ainda assim não vejo razão e não percebo em quê esse adesivo ajuda. Talvez seja um problema meu não gostar de piadinhas sobre um 'defeito' físico. Eu me lembrei da minha prima que é cega andando na rua, esbarrando em alguém e escutando "Não olha pra onde anda não, parece que é cega!" Ela me contou rindo, mas é um riso assim meio amargo...o pai de uma das minhas melhores amigas veio da Bahia para São Paulo, logo nos primeiros anos de trabalho na cidade ele perdeu uma mão (não um dedo, teve menos sorte) numa máquina...no seu primeiro trabalho, lá se foi a mão. Então talvez eu não ache graça por estar cercada demais desse tipo de história (tenho muitas e algumas bem recentes). Então, não é por ser a 'mão do Lula', é pela grosseria da propaganda. E nada disso é política. Ou é? Ando tão confusa.
....
por Aluízio Alves Filho Revista Achegas

2 comentários:

Sonia disse...

Eu recebi e-mails dos dois lados. Pior, tive que agüentar xingamentos dos que me chamavam de elitista, inimiga dos pobres só porque não voto no Lula. Sim, sei que há gente que é anti-Lula simplesmente por preconceito, mas não admito que eu tenha que votar nele só para provar que não sou preconceituosa. Eu até fico indignada quando recebo e-mails que não se limitam a combater politicamente o homem, mas sim o ridicularizam por sua origem (tem de tudo numa campanha).

Anônimo disse...

Ola leila...eu fico horrorizada tambem com esse tipo de piada, Eu tbem nao acho a menor graca e nem vejo fundamento pra isto.

Muita gente vota por achar engracado certas gracinhas de candidatos, fiquei chocada ao saber que amiga minha, que eu via como consciente das coisas, votou no Clodovil (???) eh a nossa cultura, no geral as pessoas nao levam nada a serio...urgh!