segunda-feira, 1 de agosto de 2005

Três mini-contos

Três mini-contos, o meu e o da Mhel são variações sobre o mesmo tema, Casa, o terceiro é surrupiado do blog do Carlos Bruni.

Casa de Pano

Mhel

Bordei paredes com linha grossa para o calor guardado.Entrelacei cordas vermelhas formando o telhado que barraria a chuva indiferente.Enfeitei janelas com sutache dourado onde boiava um som amarelo. Apliquei flores de seda e preenchi de beleza o espaço branco. Delimitei móveis em linhas claras, cortei fios, comandei tesouras, perdi agulhas finas.Fechei a porta com teia delicada de crochê.Então me agasalhei na casa escura e menti para todos que era bom.

.......

Signos

Leila Silva

Esta é a casa, aquela porta ali me viu nascer, lembro-me (e todo mundo duvida) de, ao sair do ventre da minha mãe, contemplar nela um raio de sol. Raios de sol e portas ainda não significavam para mim, mas eu sei o que vi e guardei tudo até descobrir os nomes das coisas. Essa casa guardou tantos segredos, tanto quanto todas as outras, suponho.
Hoje, o último membro desta família se despede, minha mãe, e ninguém mais viverá aqui, ninguém mais vigiará o que fomos. Os quadros já tortos na parede, a cristaleira empoeirada e cheia de objetos inúteis...não, ninguém. Eu mesma passarei a chave na porta e nunca mais voltarei. Logo agora que domino tantos nomes.


Fim de noite


Carlos Bruni

Ele jogou o robe sobre uma cadeira, deixou os chinelos em posição de recebê-lo pela manhã e enfiou-se sob as cobertas.
Ela, recostada no travesseiro lia uma revista. A luz tímida do abajur focava caras de famosos e ilhas inatingíveis. Com um suspiro jogou as páginas abertas sobre o tapete ao lado, olhou para o marido que começava a ressonar e apagou a luz.

10 comentários:

Manoel Carlos disse...

Olhares sensíveis mostram as nuanças do cotidiano que uma foto não poderia revelar.

Blue Woman disse...

Gostei da idéia de juntar autores diferentes para o mesmo tema. Bacana sentir as variações

Anônimo disse...

dà uma olhada lá no mudança de ventos, Leila, no post do dia 14 de julho: tem um parentesco com as casas de vocês.
Gostei muito dos 3.
Beijo daqui.

Anônimo disse...

Voltei. Li em Manoel Carlos que é seu aniversário. Então, tudo de bom, de feliz, de alegre,hoje e em todos os dias.

Beijo grande.

Ah, e claro que pode pegar o conto qque e uando quiser.

Anônimo disse...

Já passei por aqui, com ou sem comentário, não me lembro. Mas o Casa merece mais visitas, mais leituras, e às vezes fico sem tempo para tudo que gostaria de fazer. Os minicontos estão ótimos, cada um a seu jeito. Já "fichei" você nos favoritos. Até breve. Adelaide
www.meublog.net/adelaideamorim

Anônimo disse...

Um blog conduz a outro e acabei chegando aqui. Gostoso ler esses mini contos para terminar a noite antes de desligar o PC.

Anônimo disse...

Bom dia,LEILA.
Primeira vez por aqui. Vim conferir a indicação do Manoel.
Parabens pelo espaço!!

Anônimo disse...

Oi Leila! Fiquei sabendo hoje lá no Agreste que dia 03foi seu aniversário. Meus parabens: Atrasados, Mas com carinho. Gostei dos contos. Abraço,

Allan Robert P. J. disse...

Mini contos, maxi sentimentos. Chegam quase a ser hai kais, Mas, os elogios, no seu caso, soam redundantes.
Ciao

Laura_Diz disse...

Muito bons os três, estás bem acompanhada, moça.
Feliz aniversário! leonina, então precisa aparecer mais, não é? leão dizem que gosta de palco.
um bj laura