segunda-feira, 1 de agosto de 2005

Três mini-contos

Três mini-contos, o meu e o da Mhel são variações sobre o mesmo tema, Casa, o terceiro é surrupiado do blog do Carlos Bruni.

Casa de Pano

Mhel

Bordei paredes com linha grossa para o calor guardado.Entrelacei cordas vermelhas formando o telhado que barraria a chuva indiferente.Enfeitei janelas com sutache dourado onde boiava um som amarelo. Apliquei flores de seda e preenchi de beleza o espaço branco. Delimitei móveis em linhas claras, cortei fios, comandei tesouras, perdi agulhas finas.Fechei a porta com teia delicada de crochê.Então me agasalhei na casa escura e menti para todos que era bom.

.......

Signos

Leila Silva

Esta é a casa, aquela porta ali me viu nascer, lembro-me (e todo mundo duvida) de, ao sair do ventre da minha mãe, contemplar nela um raio de sol. Raios de sol e portas ainda não significavam para mim, mas eu sei o que vi e guardei tudo até descobrir os nomes das coisas. Essa casa guardou tantos segredos, tanto quanto todas as outras, suponho.
Hoje, o último membro desta família se despede, minha mãe, e ninguém mais viverá aqui, ninguém mais vigiará o que fomos. Os quadros já tortos na parede, a cristaleira empoeirada e cheia de objetos inúteis...não, ninguém. Eu mesma passarei a chave na porta e nunca mais voltarei. Logo agora que domino tantos nomes.


Fim de noite


Carlos Bruni

Ele jogou o robe sobre uma cadeira, deixou os chinelos em posição de recebê-lo pela manhã e enfiou-se sob as cobertas.
Ela, recostada no travesseiro lia uma revista. A luz tímida do abajur focava caras de famosos e ilhas inatingíveis. Com um suspiro jogou as páginas abertas sobre o tapete ao lado, olhou para o marido que começava a ressonar e apagou a luz.

10 comentários:

Manoel Carlos disse...

Olhares sensíveis mostram as nuanças do cotidiano que uma foto não poderia revelar.

Blue Woman disse...

Gostei da idéia de juntar autores diferentes para o mesmo tema. Bacana sentir as variações

Márcia disse...

dà uma olhada lá no mudança de ventos, Leila, no post do dia 14 de julho: tem um parentesco com as casas de vocês.
Gostei muito dos 3.
Beijo daqui.

Márcia disse...

Voltei. Li em Manoel Carlos que é seu aniversário. Então, tudo de bom, de feliz, de alegre,hoje e em todos os dias.

Beijo grande.

Ah, e claro que pode pegar o conto qque e uando quiser.

Anônimo disse...

Já passei por aqui, com ou sem comentário, não me lembro. Mas o Casa merece mais visitas, mais leituras, e às vezes fico sem tempo para tudo que gostaria de fazer. Os minicontos estão ótimos, cada um a seu jeito. Já "fichei" você nos favoritos. Até breve. Adelaide
www.meublog.net/adelaideamorim

Sonia disse...

Um blog conduz a outro e acabei chegando aqui. Gostoso ler esses mini contos para terminar a noite antes de desligar o PC.

DO disse...

Bom dia,LEILA.
Primeira vez por aqui. Vim conferir a indicação do Manoel.
Parabens pelo espaço!!

rosangela disse...

Oi Leila! Fiquei sabendo hoje lá no Agreste que dia 03foi seu aniversário. Meus parabens: Atrasados, Mas com carinho. Gostei dos contos. Abraço,

Allan Robert P. J. disse...

Mini contos, maxi sentimentos. Chegam quase a ser hai kais, Mas, os elogios, no seu caso, soam redundantes.
Ciao

Laura disse...

Muito bons os três, estás bem acompanhada, moça.
Feliz aniversário! leonina, então precisa aparecer mais, não é? leão dizem que gosta de palco.
um bj laura