terça-feira, 1 de fevereiro de 2005

É carnaval


É o carnaval rosado,
o passo cadenciado
o sorriso largo como a avenida
coxas, peitos, bocas,
bundas e orelhas
dançam todas as cores
Evoé, Bandeira!

Só dentro de mim náo há festa


.........................................................Leila Silva



[Antigo, antigo: 16/02/96]


leilasilva100@hotmail.com

4 comentários:

Manoel Carlos disse...

É... mas "ao embarcar na ilusão, lê-lê-rê senti palpitar meu coração, ao embarcar na ilusão, lê-lê-rê senti palpitar meu coração, na passarela um reino surgia, quanta alegria, desembarquei feliz. Tudo era fascinante neste mundo pequenino até relembrei os dias do meu tempo de menino. Nas brincadeiras de roda, rodei pelo Mundo afora, nas brincadeias de roda, rodei pelo Mundo afora. Neste Mundo azul tem tudo que desejei auê! auê! auê! Eu sei! Eu sei que sou o amigo do rei. auê! auê! auê! Eu sei! Eu sei que sou o amigo do rei. Nas ondas do mar caminhei, no azul do céu eu voei. Nas ondas do mar caminhei, no azul do céu eu voei. E lá vem ela na avenida, cinqüentenária tão florida ô Portela, Portela ô, na vida és a Passárgada mais bela. Ao embarcar..."

Priscila disse...

Essa de não haver festa dentro de mim, é só no conto, ou é pessoal mesmo??? ;-)

Obrigada pela visita, adorei!

Beijos!

Allan Robert P. J. disse...

O Carnaval, por incrível que pareça, não é a maior festa popular do Brasil. Experimente passar o mês de junho no Nordeste, onde todos participam da euforia comportada que culmina na noite do dia 23.
24 é São João!
(Triste, mesmo, é o carnaval daqui...)
Ciao

carlos bruni disse...

MARCHA DA QUARTA-FEIRA DE CINZAS

Confetes se transformam em estrelas caídas
Serpentinas agora são tristes rios de papel
E a vida se despede da ilusão.
Pierrô, Arlequim e Colombina despem suas vestes
Voltam a ser José, João e Maria
Mas em suas almas fica indizível alegria