quinta-feira, 14 de dezembro de 2006

Goiás Velho



Uma cidadezinha que eu adoro, Goiás velho. Estas fotos eu tirei em agosto de 2003. Já estive lá muitas vezes. Uma vez tinha um doido muito engraçado na praça, decidiu que ia 'vigiar' o nosso carro, nós andamos pela cidade e depois fomos beber num bar em frente à praça, o doido, pensando, que já íamos embora, foi correndo entusiasmado para o lado do carro, quando viu que nós estávamos tranquilos bebendo, começou a repetir: 'Até que horas que eu vou ter que vigiar essa furreca?' Todo mundo morria de rir e o doido, feito criança, encorajado pelas risadas, continuava soltando outras, chamando um dos meus amigos de boiola, por exemplo.

Como todo mundo deve saber em Goiás velho tem a casa da Cora Coralina, eu gosto da casa. Da escritora, infelizmente, não conheço muita coisa. Tinha um professor de literatura meio 'malvado' que dizia que ela era melhor doceira do que poeta.

Meu fotolog

....

Erotic Stories by women, resenha minha no RoseLivros.

8 comentários:

Sonia disse...

No post anterior você falou no meu livro. Agora vem falando da minha cidade. Sobre Cora Coralina, aqui vai uma curiosidade, acho até que já contei no meu blog. Ela era amiga de minha avó paterna, e foi namorada de meu tio avô, Milton Sant´Anna, que a deixou pra casar com uma outra. Cora freqüentava os saraus musicais na casa de minha bisavó Bita, sobre a qual escreveu o seguinte:
Sobre o antigo canapé de palhinha da sala de jantar um violão afinado. Sobre o aparador um bandolim. Uma flauta na sua caixa aberta para quem quisesse, que saber acordes e dedilhar, cantar e declamar todos sabiam – a gente da casa e os amigos que chegavam.
Cantilenas, modinhas sentimentais, baladas românticas, acompanhamentos, valsas antigas.
Assim foi aquela casa.
Assim o velho Goiás de antigamente.

“Casa de Dona Bita”, Cora Coralina.

Allan Robert P. J. disse...

O professor era realmente malvado. O lugar é lindo e as fotos dão a impressão de um lugar zelado com carinho.

Wagner disse...

Não conheço Goiás Velho (ainda), mas tenho grande curiosidade por cidades históricas/coloniais — sobretudo pela estética, já que tenho a fotografia como hobby.
Quem sabe um dia ainda encontro tempo e dinheiro para visitar uma dessas cidades?
Adorei a história do "doido vigia".

Beijo.

Guto Melo disse...

Vou conhecer Goiás Velho agora no natal. Sei que é lindo. Sobre Cora, tb não a acho uma grande poeta. Mas respeito a sua obra.

Laura disse...

Gostei das fotos, fui ver o fotolog. Bjs laura

Sonia disse...

Por falar no doido, em Goiás eles são chamdos "bobos".

Narizinho disse...

Nossa! É linda mesmo!

Anônimo disse...

HEY FIGURA!!!é dificil algm gostar d Goiás Velho como eu...sou freneticamente apaixonada por akele lugar....sou goiana, e sempre vou lá.nascí no dia mundial do meio ambiente..e sempre vou no FICA-festival internacional d cinema ambiental..e nunca ví nenhum filme!!!hehe..incrível...não dá tempo...tanta malucada..tanto show...samba...povo feliz...e tô cm 1 ideia fixa d morar lá...d verdade...tô fazendo geografia em Anapolis...e tenho paranoia d cidade grand, d lixo , d gente...preciso do astral dakela cidade...os rios...meu sonhoooo!!!!sabe...quero morar lá..d qq jeito..quero fzer turismo lá...na msma UEG,,....tranquilo../
se vc souber d alguem q tem 1 casa ...q q coisa...1 emprego d faxineira, arrumadeira, cuidadora d idosos,,,qq coisa msmo!!! até xuxu na feira eu vendo!!!!pleaseee
tô fazendo essa campanha fort!!!sério!!!!
e se papai do céu quiser estarei lá..no máximo ano q vem..ae vc fica na minha house..me axuuuda xuxuu
me grita...62 9928 4238
---->alegriaverde.blogspot.com