segunda-feira, 11 de julho de 2005

Bélgica

[Escrevi, há muitos séculos, um trabalho sobre a comunidade brasileira na Bélgica para um jornal brasileiro que era publicado em Londres e distribuído pelas capitais da Europa, voltado, evidentemente, só para a comunidade brasileira e em português. Quase nenhum desses jornais conseguia sobreviver muito tempo nessa época, esse até que foi longe, mas deve ter dado o último suspiro em 99. Aqui não coloco o artigo, porque é realmente muito chato, retirei só algumas poucas informações gerais sobre a Bélgica.... Remexendo no baú por falta de tempo de escrever.]


A Bélgica é um dos menores países da Europa com uma extensão territorial de 30.518 km², faz fronteira com a França, a Holanda, a Alemanha, Luxemburgo e o Mar do Norte. O fato de ser pequeno não impede, porém, que este país seja sacudido por graves questões de ordem linguística e cultural. Há três línguas oficiais na Bélgica, o francês, o neerlandês (holandês) e o alemão. Dos dez milhões de habitantes deste país, 66% se expressam em neerlandês, 31% em francês e 3% em alemão. A guerra linguística é entre neerlandófonos e francófonos e isso dificulta em muito a vida do cidadão belga, por exemplo o exercício de quase todas as profissões exige o conhecimento das duas línguas, quando não três pois conhecimentos de inglês são muito bem vindos. Em Bruxelas não é raro ouvir um mendigo pedir esmolas em francês e em seguida repetir a ladainha em neerlandês.

8 comentários:

rosangela disse...

Oi Leila, eu achava que o francês predominava por lá... Abraço...

Denise Arcoverde disse...

Leiloca, adorei ler o texto, mas fiquei curiosa pra conhecer o artigo original... tem como ler?

Beijo!

Laura disse...

Tão bom poder conhecer outros povos. Bjs, laura

carlos bruni disse...

É, Leila, de vez em quando dá um branco e não sai nada (ou então é realmente falta de tempo - no fim dá no mesmo). Mas não deixa de ser interessante revirar o baú.

amadeus disse...

Sou mais o Brasil!

Manoel Carlos disse...

Eu fiquei interessado em ler o artigo original, certamente deve ser muito grande para ser publicado em um blogue, mas na Usina de Letras...

Allan Robert P. J. disse...

Creio já tê-lo lido. Mas deve ser divertido ver mendigo poliglota.
Ciao

Carlos Chapelco disse...

Muito bom....também gostaria de ver o artigo original...